segunda-feira, 9 de julho de 2012

Casal sequestrado por piratas somalis em 2010 é libertado

Terra/NG

Deborah Calitz abraça Bruno Pelizzari durante a conferência de imprensa.

O italiano Bruno Pelizzari e sua namorada, a sul-africana Deborah Calitz, sequestrados em outubro de 2010 por piratas somalis enquanto navegavam em um veleiro pela costa da Tanzânia, foram libertados nesta quinta-feira, anunciou o Ministério das Relações Exteriores da Itália.

O casal foi sequestrado por piratas somalis enquanto levavam um veleiro de Dar es Salaam, na Tanzânia, até Richards Bay, na África do Sul. As autoridades não tinham informações sobre o paradeiro de Pelizzari e sua namorada há 18 meses.

O ministro da Defesa somali, Hussein Arab Isse, explicou que a operação para libertar o italiano e a sua namorada foi finalizada nesta quinta-feira, segundo a imprensa italiana. "Como podem ver, o casal está são e salvo", acrescentou o ministro diante do casal em uma entrevista coletiva.

Os seqüestradores chegaram a exigir US$ 10 milhões para libertar o casal, que vivia há vários anos na África do Sul. Posteriormente, segundo a imprensa italiana, o valor do resgate teria sido rebaixado para US$ 4 milhões.

"Agradeço todas as instituições pelo árduo trabalho e pelo resultado que conseguimos alcançar hoje, principalmente a contribuição determinante por parte das autoridades somalis do Governo Federal transitório", declarou o ministro das Relações Exteriores italiano, Giulio Terzi.

Fonte: http://www.midiamax.com/noticias/803593-casal+sequestrado+piratas+somalis+2010+libertado.html (21/06/2012)

Nenhum comentário:

Postar um comentário