sábado, 15 de fevereiro de 2014

Afinal, os "piratas" eram militares da Eritreia

Uma força multinacional patrulha as águas ao largo da Somália para evitar mais ataques dos piratas que durante vários anos aterrorizaram os marinheiros que passavam naquela região.

Um navio tomado de assalto esta madrugada no Mar Vermelho começou por indicar que estava a ser atacado por piratas, mas afinal os homens armados que subiram a bordo são militares da Eritreia.

A notícia divulgada esta manhã indicava que tinha havido um novo incidente de pirataria ao largo da Somália, o primeiro desde 2012. Mas informações apuradas mais tarde indicam que o navio terá entrado em águas territoriais da Eritreia, levando a tomada por parte de militares daquele país.

Uma força multinacional patrulha as águas ao largo da Somália para evitar mais ataques dos piratas que durante vários anos aterrorizaram os marinheiros que passavam naquela região.

Os ataques desapareceram durante o ano de 2012 mas, uma vez que as condições no país se mantém iguais, o estado de alerta não foi diminuído.

Fonte: http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=26&did=136180 (19/01/2014)

Nenhum comentário:

Postar um comentário