sábado, 26 de novembro de 2011

Pirataria: Navio italiano libertado

O navio Rosalia D'Amato, capturado a 21 de Abril por piratas somalis no mar da Arábia, ao largo de Omã, foi libertado esta sexta-feira, anunciaram meios de comunicação social italianos.

O cargueiro italiano, com uma tripulação de 21 pessoas - 15 filipinos e seis italianos - dirigia-se durante a tarde "para uma zona segura", segundo o site na Internet do diário La Repubblica, que fala do pagamento de um resgate de valor desconhecido.

"As negociações chegaram a um acordo nos últimos dias. Há muito pouca informação sobre toda a operação. Não se conhece o montante do resgate", refere o La Repubblica.

O proprietário do navio, a companhia Perseveranza, com sede em Nápoles (sul), recusou confirmar ou desmentir a informação sobre a libertação da embarcação.

Segundo o Ministério dos Negócios Estrangeiros italiano, "trata-se de uma operação em curso numa zona de risco e só estará concluída oficialmente quando a tripulação estiver com as autoridades militares italianas".

O Rosalia D'Amato, um cargueiro de 225 metros de comprimento, partiu do Brasil em direcção ao Irão e transportava soja. Foi atacado a 21 de Abril, por piratas que chegaram em duas embarcações, a cerca de 320 milhas marítimas a sul de Omã.

Durante o assalto foram disparados tiros, mas ninguém ficou ferido, disse na altura o comandante Carlo Miccio, da companhia Perseveranza.

Entre Janeiro e Setembro foram registados 352 ataques, 56 por cento dos quais realizados por piratas somalis. Os piratas têm alargado a zona de operações da costa da Somália até ao mar Vermelho e ao oceano Índico, anunciou recentemente a Organização Marítima Internacional.

Fonte: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/ultima-hora/pirataria-navio-italiano-libertado (25/11/2011)

Nenhum comentário:

Postar um comentário