domingo, 2 de setembro de 2012

Petroleiro com russos a bordo capturado perto da costa da África

Natalia Kovalenko

© www.vesseltracker.com

Vinte e quatro russos estavam a bordo de um petroleiro tomado por piratas nas águas da África Ocidental. O ataque ao navio grego Energy Centurion ocorreu a 30 quilômetros da costa do Togo. A bordo estavam 50 toneladas de produtos petrolíferos. Após a captura do petroleiro, que navega sob a bandeira da Ilha de Man, do Reino Unido, este foi levado para a costa do país vizinho, Benin.

A patrulha da Marinha de Togo tentou perseguir os bandidos. Mas depois de confronto armado os ladrões conseguiram escapar de seus perseguidores. Agora deve passar 3 a 5 dias, até que se saiba alguma coisa sobre a embarcação, diz editor chefe da revista online Boletim marítimo Mikhail Voitenko.

“O navio foi assaltado por causa da sua carga, gasolina. Todos esses produtos petrolíferos refinados e de alto custo chegam à África Ocidental, normalmente, a partir de refinarias na Europa e na América. Os piratas preferem assaltar exatamente esse tipo de navio de carga. Por algum motivo eles preferem petroleiros a outros navios de carga. Essas histórias sempre acontecem no Golfo da Guiné. 10 dias antes da captura do Energy Centurion no mesmo local foi assaltado um navio britânico com tripulação russo-filipina. Depois de cinco dias, eles o deixaram ir, desviando parte da carga. Isto é, a tripulação não interessa a esses piratas. Estes não são piratas da Somália, que exigem resgate para navios e para a tripulação.” Na verdade, não existem garantias de que a tripulação estará a salvo, disse Mikhail Voitenko.

“Estes piratas do Golfo da Guiné, em contraste com a Somália, são sanguinários e não dão muito valor a vida humana. Os piratas da Somália precisam salvar a vida da tripulação, eles não estão interessados em morte. Estes simplesmente não se importam.”
Ao mesmo tempo, os peritos não aconselham qualquer tipo de ataque armado contra os assaltantes. Pelo menos não enquanto a tripulação está em seu cativeiro.

Fonte: http://portuguese.ruvr.ru/2012_08_29/86617322/ (29/08/2012)

Nenhum comentário:

Postar um comentário