quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Fragata belga junta-se á operação Atalanta para Somália.

Bruxelas, Bélgica (PANA) - Uma fragata militar belga, designada Louise Marie, deixa segunda-feira a base naval de Zeebrugge (Bélgica) com destino ao Oceano Índico onde eles se juntará à operação marítima europeia Atalanta de luta contra a pirataria ao largo das costas somalís, soube-se de fonte oficial.

Equipada de oito mísseis de tipo Harpoon, de duas metralhadoras, dum canhão anti-aéreo e dum helicóptero de tipo Alouette, a fragata militar contribuirá com 170 soldados para esta missão incumbida de proteger navios do Programa Alimentar Mundial (PAM) que transportam alimentos e outros socorros destinados às populações deslocadas da Somália onde decorrem confrontos entre grupos rebeldes e o Exército governamental sediado em Mogadíscio.

Atalanta tem ainda a missão de proteger navios mercantes que navegam no Oceano Índico por onde passam anualmente 30 mil embarcações, segundo relatórios oficiais.

Os soldados belgas receberam uma formação especial para intercetar piratas que operam numa zona marítima tão vasta como a Europa, indica um comunicado do Ministério belga da Defesa.

Depois de ter capturado um navio, os piratas exigem o pagamento dum resgate que pode estimar-se em vários milhões de dólares americanos antes de libertar o navio e a tripulação. Os piratas que forem intercetados poderão ser mantidos em detenção a bordo da fragata, de acordo com a fonte.

A fragata Louise-Marie vai permanecer em operação até ao mês de Fevereiro próximo. É pela segunda vez que a Bélgica participa na operação Atalanta, lê-se no mesmo documento.

Fonte: http://www.panapress.com/freenewspor.asp?code=por014535&dte=04/10/2010 (04/10/2010)

Nenhum comentário:

Postar um comentário