domingo, 29 de agosto de 2010

China dá apoio a luta contra pirataria somali

A China expressou na quarta-feira seu apoio aos esforços para combater a pirataria somali em conformidade com o direito internacional e as resoluções pertinentes do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU).

A posição chinesa foi comunicada por Li Baodong, representante permanente da China na ONU, em uma reunião do Conselho de Segurança sobre pirataria na costa da Somália, em que as 15 nações membros do conselho discutiram um relatório do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, sobre a maneira de condenar os piratas somalis.

"A China apoia as ações para combater a pirataria somali em conformidade com o direito internacional e as atuais resoluções do Conselho de Segurança", disse Li. "Na atualidade, as operações navais das nações interessadas em combater a pirataria e proteger a navegação desempenharam um papel muito positivo no que diz respeito a salvaguardar a segurança da navegação internacional".

"A China apoia o fortalecimento da cooperação internacional para punir os piratas à luz do direito internacional vigente e reconhece o trabalho realizado pelos países envolvidos, em particular os países costeiros", declarou o diplomata chinês.

"Recentemente, embora os ataques dos piratas na costa da Somália continuem ameaçando a segurança da navegação internacional, a sua chance de sucesso começou a decrescer, o que reflete o êxito inicial da cooperação internacional contra a pirataria", disse.

Segundo o representante chinês, a detenção de piratas por parte das forças armadas e os procedimentos judiciais contra eles só aliviam o problema de forma superficial. Para resolver o problema definitivamente é preciso adotar uma solução integrada.
(Agência Xinhua)

Fonte: http://portuguese.cri.cn/561/2010/08/26/1s125998.htm (26/08/2010)

Nenhum comentário:

Postar um comentário