sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Moçambique - Piratas somalis sequestram navio

Maputo - As autoridades moçambicanas manifestam-se preocupadas e afirmam estar a investigar o sequestro, por piratas, de um navio porta-contentores que tinha como destino o porto da Beira, em Sofala.

Esse é o segundo incidente do género ao largo da costa entre Moçambique e a Tanzânia.

O facto parece confirmar receios de um alastramento da pirataria marítima para o sul do Oceano Índico, que é vulnerável em matéria de segurança.

Segundo a Agência de Informação de Moçambique, foi um grupo de cinco piratas somalis, que se fazia transportar em duas lanchas rápidas, que raptou o navio na tarde de sábado.

O porta-voz da Força Naval da União Europeia para a Somália, Per Klingvall, confirmou que os piratas usaram lança-granadas durante o ataque ocorrido a cerca de 128 quilómetros oeste da fronteira tanzaniana e moçambicana.

"Esse ataque no extremo sul na Bacia da Somália é mais um exemplo da constante expansão da área da actividade pirata", disse Klingvall.

O MV PANAMA, o porta-contentores operado por uma companhia com sede nos EUA, transportava 23 tripulantes, todos de nacionalidade birmanesa.

Até agora não existem notícias do estado da tripulação, mas a EUNAVFOR já está a monitorar a situação.

De acordo com a ECOTERRA International, uma organização não governamental que monitora as questões da pirataria na região, os piratas Somalis detêm 35 navios e mais de 650 reféns.

A ocorrência de vítimas mortais é rara e a maioria dos sequestros acaba após o pagamento do resgate.

No entanto, as negociações geralmente arrastam-se por vários meses.

Fonte: http://www.portalangop.co.ao/motix/pt_pt/noticias/africa/2010/11/50/Piratas-somalis-sequestram-navio,422119c7-2c00-4ba6-b9a3-d86660b1c3e3.html (15/12/2010)

Nenhum comentário:

Postar um comentário