quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Piratas somalis ampliam alcance apesar de esforços da UE

Por Isabel Coles

LONDRES (Reuters) - Piratas que atuam na costa da Somália não podem ser derrotados no mar sozinhos, disse um importante comandante naval nesta terça-feira, afirmando que eles representam um risco para o comércio em uma ampla área do Oceano Índico.

Enquanto a Força Naval da União Europeia escoltou com segurança 90 navios que levavam ajuda, sob seu mandato de proteger embarcações do Programa Mundial de Alimentos da ONU e outras que estejam vulneráveis, piratas continuam a ameaçar rotas de comércio no Oceano Índico.

"Piratas somalis continuam a evoluir em seu alcance e impacto. Piratas desenvolveram suas capacidades e agora têm influência sobre uma vasta área", disse Thomas Ernst, vice-comandante de operações da Força Naval da UE.

Nas últimas semanas, piratas atuaram na região da Tanzânia e de Madagascar. No dia 5, realizaram um ataque próximo à costa indiana.

A presença militar na costa da Somália e no Golfo do Áden forçou os piratas a atuarem mar adentro, onde eles sequestram embarcações maiores, mantendo seus tripulantes reféns.

Cerca de 460 marinheiros são mantidos reféns por piratas somalis.

Fonte: http://oglobo.globo.com/mundo/mat/2010/12/07/piratas-somalis-ampliam-alcance-apesar-de-esforcos-da-ue-923222698.asp (07/12/2010)

Nenhum comentário:

Postar um comentário