sábado, 16 de julho de 2011

Ataques aumentam e piratas cada vez mais audaciosos e violentos

Foto EPA

Os atos de pirataria nos mares de todo o mundo estão a aumentar e os piratas, fortemente armados, mostram-se cada vez mais audaciosos e violentos, segundo um relatório internacional divulgado hoje em Londres.

DESTAK/LUSA | DESTAK@DESTAK.PT

Nos primeiros seis meses deste ano, os piratas perpetraram 266 ataques em todo o mundo, contra 196 registados no período homólogo de 2010, indica o relatório do International Maritime Bureau (IMB), uma divisão especializada da International Chamber of Commerce, com sede em Londres.

Do total de ataques, 60 por cento foram perpetrados por piratas somalis. No final de junho, os piratas somalis controlavam 20 navios, detinham 420 reféns e exigiam milhões de dólares para os libertar, adianta o centro de vigilância da atividade de pirataria do IMB, citado pela AFP.

Os piratas também recorrem a novos métodos e as tempestades já não os intimidam a adiar os ataques. Há apenas cinco anos, os piratas estavam armados com simples facas, mas atualmente atacam com armas automáticas e lançamento de morteiros.

Este relatório, publicado antes da realização de uma reunião nas Nações Unidas sobre a pirataria, precisa que os ataques se concentram no golfo de Aden, por onde passam os petroleiros de todo o mundo.

Os piratas somalis cometeram 163 ataques nos primeiros seis meses do ano, contra 100 no mesmo período de 2010.

Contudo, no primeiro semestre deste ano, os piratas somalis sequestraram 21 navios, contra 27 no período homólogo de 2010, devido à multiplicação das patrulhas de navios de guerra.

Em todos os mares do mundo, os piratas sequestraram 495 marinheiros e feriram e mataram 39. Os piratas somalis capturaram 361 reféns.

Os ataques violentos também estão a aumentar ao largo da costa ocidental de África, designadamente no Benim, onde 12 petroleiros foram atacados desde março, enquanto em 2010 não tinha sido registado qualquer incidente.

Ao largo da Nigéria, onde também não tinham sido registados quaisquer incidentes em 2010, três navios foram assaltados, dois outros foram alvo de tiros e um terceiro foi alvo de uma tentativa de ataque nos primeiros seis meses deste ano, indica o relatório.

No entanto, o IMB afirma que os mares em torno da Nigéria são mais perigosos do que parece, porque há conhecimento de outros 11 incidentes na zona, mas que não foram comunicados oficialmente.

Cinquenta incidentes com piratas foram registados nos primeiros seis meses do ano na Indonésia, na Malásia, no estreito de Singapura e no mar do Sul da China.

Fonte: http://www.destak.pt/artigo/101095-ataques-aumentam-e-piratas-cada-vez-mais-audaciosos-e-violentos (14/07/2011)

Nenhum comentário:

Postar um comentário