sexta-feira, 11 de junho de 2010

Livros

Clements, Jonathan. Rei Pirata - Coxinga e a Queda da Dinastia Ming. Editora Madras,Barueri, s/d, 302 pg.

"As verdadeiras histórias sobre piratas aconteceram em meados do século XVII, na Ásia, mais especificamente na China e arredores, onde as exóticas especiarias atraíam mercadores de todo mundo. Em Rei Pirata - Coxinga e a Queda da Dinastia Ming, Jonathan Clements conta, de maneira surpreendente, a história de Coxinga, mostrando como os verdadeiros piratas agiam nos mares que rodeavam a China, o Japão e a Índia.

A mãe de Coxinga era um samurai; seu pai, o pirata mais rico do mundo. Criado em um palácio na costa, foi treinado por espadachins e educado por filósofos chineses. Cercado por invasores e traído por sua família, estabeleceu a verdade para uma dinastia decadente. Aos 22 anos, ele era o líder da resistência; aos 30, era o príncipe. Mesmo depois de sua morte, ainda derrotou inimigos que o adoravam como um deus.

Fiel ao imperador Ming, exilado, Coxinga conduziu uma camapnha prolongada contra os manchus que dominavam a China em 1644. Lutou com vantagens devastadoras, mas acabou derrotado e tomou Taiwan para si. Sua vida foi repleta de batalhas, profecias e escândalos.

Rei Pirata - Coxinga e a Queda da Dinastia Ming é uma obra cativante, que nos transporta para uma época importante da história e cultura chinesas e nos mostra os bastidores do início das grandes navegações e o descobrimento das lucrativas rotas marítimas que tanto despertavam desejo pelo poder."

Nenhum comentário:

Postar um comentário