sábado, 27 de novembro de 2010

Piratas somalis são condenados em tribunal nos Estados Unidos.

Assaltantes do mar podem apanhar prisão perpétua por ataque contra a marinha dos EUA. Foto Reuters.

Cinco somalis acusados de atacarem um navio da Marinha dos Estados Unidos ao largo da costa oriental africana foram condenados, na quarta-feira, pelas autoridades federais americanas acusados de pirataria, num caso que os especialistas disseram ser o primeiro julgamento deste tipo nos EUA em mais de um século.

O julgamento foi feito por um tribunal distrital, em Norfolk, na Virgínia. Os cinco somalis, que tiveram de escutar a sentença através da voz de um tradutor nos auscultadores, pois não compreendem a língua inglesa, ouviram em silêncio a acta de acusação. A sentença será emitida em 14 de Março, em Norfolk, e eles poderão ser condenados a penas de prisão perpétua.

“Eles estavam muito tristes”, disse David Bouchard, que defendeu um dos cinco homens, Abdi Wali Dire. Os advogados de defesa argumentaram que os cinco são pescadores inocentes, que foram sequestrados por piratas e forçados a disparar contra o navio de guerra americano. Mas juízes federais argumentaram, durante o julgamento, que os cinco confessaram ter atacado o USS Nicholas em Abril, após terem acreditado, por engano, que o navio era uma embarcação mercantil.

O Nicholas, que tem a sua base em Norfolk, fazia parte da frota internacional que luta contra a pirataria ao largo do Golfo de Áden e da costa somali. John S. Davis, assessor da Procuradoria-Geral dos EUA, argumentou que três dos cinco somalis estavam num bote no mar aberto e dispararam contra o Nicholas com armas automáticas e depois fugiram quando os marinheiros responderam aos disparos com metralhadoras.

Fonte: http://jornaldeangola.sapo.ao/13/0/piratas_somalis_sao_condenados_em_tribunal_nos_estados_unidos (26/11/2010)

Nenhum comentário:

Postar um comentário