domingo, 12 de junho de 2011

Paul Greengrass hesita entre piratas e F1.

Por Tiago Alves

O realizador britânico prepara-se para assumir mais um filme baseado em factos reais.

O realizador Paul Greengrass e a Sony Pictures iniciaram negociações em torno do drama sobre o assalto ao navio mercante Maersk Alabama, na Costa da Somália.

Greengrass constava de uma pequena lista com realizadores adequados ao projecto. De acordo com alguns meios norte-americanos especializados em cinema, já terá sido sondado para dirigir o drama.

Caso aceite, Greengrass poderá dirigir Tom Hanks no papel de Richard Phillips, o capitão da marinha mercante norte-americana que foi sequestrado por piratas do mar na costa da Somália, em 2009.

O projecto adapta o livro "A Captain's Duty", escrito por Richard Phillips (na foto ao lado), em 2009, com o objectivo de revisitar a história vivida a bordo do Maersk Alabama.

O cargueiro navegava próximo da costa da Somália, com destino a Mombaça, no Quénia, quando foi tomado de assalto por piratas, em 8 de Abril de 2009.

O capitão Richard Phillips ofereceu-se como refém para garantir a segurança dos seus vinte subordinados. Ele foi salvo pela marinha norte-americana após ter passado cinco dias em cativeiro a bordo de um bote salva vidas.

O seu gesto foi considerado heróico e suscitou diversos elogios, nomeadamente do presidente Barack Obama, que reconheceu publicamente a valentia do capitão. No entanto, a operação de resgate não ficou isenta de controvérsia já que os piratas foram assassinados.

O realizador está associado ao projecto "Memphis", sobre a morte de Martin Luther King Jr, mas as rodagens desse filme foram adiadas por problemas financeiros, o que lhe dá margem para pensar noutros filmes.

Em alternativa, de acordo com a imprensa britânica, Greengrass poderá realizar "Rush", igualmente baseado em incidentes da vida real - o projecto dramatiza a rivalidade pessoal e profissional entre os pilotos da fórmula 1 Niki Lauda e James Hunt.

O argumento de Peter Morgan ("Frost/Nixon" e "A Raínha") recua até 1976 e evoca o terrivel acidente que quase vitimou Niki Lauda (foto ao lado) durante o grande prémio de Nürburgring, na Alemanha. Lauda tinha acabado de ganhar o seu primeiro mundial no ano anterior, e registava o melhor início de campeonato de um piloto de Fórmula 1.

A meio da temporada, Lauda liderava com o dobro dos pontos do segundo, o seu rival James Hunt. A revalidação do título parecia certa e a dinâmica foi quebrada por esse acidente.

Lauda ainda recuperou a tempo de retomar as derradeiras corridas do campeonato mas não conseguiu evitar a consagração de James Hunt, na derraderia prova, por um único ponto de vantagem.

São dois projectos à medida de Greengrass, o realizador de filmes de espionagem da série Bourne ("Ultimato" e "Supremacia") e de dramas baseados em factos reais, como "United 93" e "Domingo Sangrento". O seu mais recente filme foi o thriler "Green Zone: Combate pela Verdade" no cenário de guerra iraquiano.

Fonte: http://www.rtp.pt/cinemax/?t=Paul-Greengrass-hesita-entre-piratas-e-F1.rtp&article=4116&visual=2&layout=8&tm=54 (09/06/2011)

Nenhum comentário:

Postar um comentário