domingo, 15 de maio de 2011

Somália: Piratas receberam resgate de sete milhões de dólares para libertar dois marinheiros espanhóis

Mogadíscio, 15 mai (Lusa) -- Um resgate de sete milhões de dólares (5 milhões de euros) foi pago hoje a piratas somalis em troca da libertação de dois marinheiros espanhóis, capturados em dezembro último no oceano Índico, anunciou um pirata somali.

Mogadíscio, 15 mai (Lusa) -- Um resgate de sete milhões de dólares (5 milhões de euros) foi pago hoje a piratas somalis em troca da libertação de dois marinheiros espanhóis, capturados em dezembro último no oceano Índico, anunciou um pirata somali.
"Os piratas receberam sete milhões de dólares para libertar os dois reféns espanhóis (que estavam) detidos separadamente perto da costa", declarou Abdi Yare, um pirata instalado no porto somali de Hobyo, segundo a France Presse.

"O dinheiro foi depositado por via aérea numa embarcação italiana (nas mãos dos piratas), nos termos do acordo e os reféns também foram encaminhados para esta embarcação", adiantou o pirata que falou a partir de Mogadíscio com a France Presse.
"Os dois reféns estão livres à espera de serem transportados para o seu país", disse. A edição online do jornal espanhol El País citando "fontes governamentais" tinha indicado sábado que os dois homens já estavam fora e em segurança a bordo de um navio da companhia de pesca Pescanova, da qual eram empregados.

Sábado, o ministério dos Negócios Estrangeiros espanhol afirmou não poder confirmar a informação.

Piratas somalis tinham capturado o "Veja 5" em dezembro último quando a embarcação estava entre Moçambique e Madagáscar.

Os dois únicos membros da tripulação ocidentais a bordo do "Veja 5", o capitão espanhol Juan Alfonso Rey Echeverri e José Alfonso Garcia, foram transferidos para terra pelos piratas antes da libertação da embarcação, que ocorreu em março numa operação da marinha indiana.

Fonte: http://sicnoticias.sapo.pt/Lusa/2011/05/15/somalia-piratas-receberam-resgate-de-sete-milhoes-de-dolares-para-libertar-dois-marinheiros-espanhois (15/05/2011)

Nenhum comentário:

Postar um comentário