quarta-feira, 7 de abril de 2010

Feridos nove marinheiros norte-coreanos pelos piratas no largo do Quénia


Somália


Kuala Lumpur - Nove marinheiros norte-coreanos foram feridos hoje (quarta-feira), durante uma tentativa de sequestro do seu barco pelos piratas somalís no largo do Quénia, anunciou o Bureau Marítimo Internacional (BMI).

"Um ataque violento foi realizado pelos piratas somalís contra um barco norte-coreano, tendo os sequestradores usado na acção armas automáticas e lança-granadas RPG", disse à AFP, Pottengal Mukundan, director do BMI, organismo sedeado em Londres.

Nove membros da tripulação ficaram gravemente feridos na acção. Apesar da violência do ataque, os piratas não conseguiram capturar o barco que se dirigia em direcção à Mombaça", acrescentou.

Mukundan lançou um apelo a vigilância, sublinhando que os piratas somalís tinham alargado o seu campo de acção no sul da zona, saindo da área onde operavam habitualmente, o que constitui, actualmente, uma ameaça para as rotas comerciais em direcção de Mombaça (Quénia) e Dar-es-Sala (Tanzânia).

"O nível de violênca nos ataques a barcos aumentou. Por isso, apelamos as forças navais (que patrulham a região) à prosseguirem a sua acção energética contra os piratas e especialmente contra os seus barcos guias quando sejam localizados", concluiu o director do BMI.

Fonte: www.portalangop.co.ao/ (31/03/2010)

Nenhum comentário:

Postar um comentário