sábado, 10 de abril de 2010

Piratas somalis libertam 3 navios indianos com 50 tripulantes

Da EFE

Nairóbi, 5 abr (EFE).- Piratas somalis libertaram três das oito embarcações de carga indianas ou "dhow", com cerca de 50 tripulantes a bordo, sequestradas nas últimas semanas, indicou hoje a organização ambientalista Ecoterra, com sede em Nairóbi e dedicada a acompanhar da pesca e a navegação no leste da África.

Os dhow são embarcações de origem árabe utilizadas como cargueiros, especialmente para o transporte de cabotagem no Índico, entre as costas do leste da África, a península Arábica e o oeste da Índia.

A libertação ocorreu ontem. Acredita-se que a embarcação estivesse com uma tripulação de pelo menos 21 marinheiros, segundo um comunicado de a Ecoterra.

Antes de libertá-la, os piratas utilizaram a embarcação para atacar o petroleiro de bandeira dinamarquesa, neste fim de semana nas águas do golfo de Áden.

"Os piratas, armados com lança-granadas e armas automáticas, perseguiram o petroleiro", que conseguiu escapar graças à intervenção de helicópteros militares do grupamento antipirataria da região, acrescenta Ecoterra.

Esta embarcação libertada nesta segunda-feira foi sequestrada em 2 de abril, quando seguia para Omã a partir da região somali da Somalilândia, com mais de 1,8 mil cabeças de gado.

Ontem também foi libertado outro navio, com 11 marinheiros, e no sábado os piratas libertaram um terceiro, com mais 15 pessoas a bordo.

Estes últimos dois navios haviam sido sequestrados em 28 de março, próximo de um porto somali que fica ao sul do país e está sob controle do grupo radical islâmico Al-Shabab, vinculado a Al Qaeda. EFE

jmc/dm
Fonte: http://g1.globo.com/noticias/mundo/ (05/04/2010)

Nenhum comentário:

Postar um comentário