quarta-feira, 12 de maio de 2010

Piratas capturados em petroleiro russo são libertados

O porta-voz do Ministério da Defesa russo, Alexeï Kouznetsov, declaoru que a libertação se deu em virtude das imperfeições da legislação internacional.

Da Redação, com agência

Moscou - O ministério russo da Defesa indicou hoje (sexta-feira) ter libertado um grupo de piratas somalís, detidos no Golfo de Aden pelas suas forças navais, após terem capturado um petroleiro russo.

"A libertação está ligado às imperfeições da legislação internacional" não permitindo a sua detenção, declarou o porta-voz do ministério da Defesa, Alexeï Kouznetsov. Contatado, ele confirmou a informação, mas se recusou a fornecer mais pormenores, informa a Angop.

O petroleiro Universidade de Moscou, uma navio de 230 metros de comprimento, de bandeira liberiana, tinha sido desviado quarta-feira de manhã por homens armados quando atravessava a costa da ilha Yemenita de Socotra, com destino à China.

Fonte: www.africa21digital.com/ (07/05/2010)

Nenhum comentário:

Postar um comentário